Confira a importância da alimentação saudável na escola

Entenda como a escola é capaz de ajudar as crianças a terem uma alimentação saudável

 

O hábito de uma alimentação saudável é essencial desde cedo. Tanto em casa quanto na escola, é importante que as crianças sejam estimuladas a cultivar bons hábitos alimentares. E isso depende diretamente dos esforços dos adultos responsáveis e da escola.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, 10% das meninas e 13% dos meninos brasileiros entre 5 e 19 anos são obesos ou têm sobrepeso. Além do estilo de vida moderno, que favorece o sedentarismo, o consumo excessivo de guloseimas, frituras, salgadinhos, refrigerantes e outros produtos industrializados podem fazer mal à saúde.

Diante disso, a educação alimentar tem se tornado uma extensão da proposta pedagógica das escolas que enxergam o espaço privilegiado que ocupam no desenvolvimento dos hábitos alimentares dos alunos.

No post de hoje, você fica sabendo mais sobre a importância da alimentação saudável, os seus benefícios para o desenvolvimento das crianças e o papel da escola. Além disso, poderá conferir também um conteúdo especial que preparamos e promove hábitos alimentares positivos. Continue lendo!

 

 

Por que a alimentação saudável é tão importante?

 

O crescimento saudável das crianças depende diretamente de uma alimentação adequada. Uma prova disso é que a Organização Mundial da Saúde (OMS) a considera um direito humano fundamental.

Com o hábito de uma alimentação saudável e uma rotina de exercícios físicos, até mesmo o desempenho escolar é beneficiado, já que o consumo de alimentos nutritivos também aumenta a capacidade de concentração e raciocínio, melhora o humor e aumenta a disposição.

Uma pesquisa feita pela Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, mostrou a relação direta entre baixo desempenho escolar e uma rotina alimentar pobre em nutrientes, marcada principalmente pelo consumo de fast food. Esse dado mostra a importância de oferecer refeições balanceadas, não só por questões de saúde, como também por conta do próprio desenvolvimento das crianças e adolescentes.

 

Alimentação no ambiente escolar

 

alimentação_sauda

 

A escola é um ambiente educativo, inclusive na hora das refeições. Diante disso, é importante que as instituições desestimulem a presença de alimentos prejudiciais à saúde na lancheira dos pequenos, como sucos industrializados, salgadinhos, refrigerantes, doces, entre outros. Uma coisa eles têm em comum: são pobres em nutrientes e possuem substâncias que favorecem uma alimentação desequilibrada.

Aqui no Pensi, nós não permitimos a entrada desse tipo de alimento e desencorajamos nossos alunos a consumirem. Além disso, também temos dois projetos específicos para conscientização de nossos alunos, com a Hora da Fruta, em que os alunos levam a fruta pré-determinada para a escola e trabalhamos a importância da alimentação saudável, abordando o tema nas aulas de ciências e também uma disciplina específica do integral, chamada Educação Alimentar.

 

Preparados para as dicas que separamos para garantimos juntos a alimentação saudável de nossas crianças e adolescentes? Confiram:

 

Seja o exemplo

 

Se você quer que o seu filho adote um hábito, é fundamental que seja o principal exemplo. Ou seja, para que a criança ou adolescente se alimente bem, é importante que toda a família faça o mesmo. Sendo assim, procure preparar refeições ricas, balanceadas e coloridas. Verduras, legumes, hortaliças e frutas variadas são indispensáveis na rotina alimentar.

Você vai perceber que um cardápio saudável desperta o gosto por alimentos nutritivos. Se os pequenos veem os pais comendo doces, alimentos processados e frituras, eles também terão vontade de consumi-los.

 

Coloque a mão na massa

 

 

Convidar as crianças para participar do preparo da comida é uma estratégia positiva de alimentação saudável. Quando elas colocam a mão na massa, conseguem ter consciência sobre o que ingerem e os processos pelos quais os alimentos naturais passam até chegar à mesa.

Além disso, cozinhar em família significa aprender juntos e criar vínculos afetivos mais fortes. Durante o preparo, as crianças ainda experimentam cheiros, texturas e sabores, o que faz com que valorizem ainda mais os alimentos.

 

Acesse as receitas do nosso Guia de Alimentação

 

Preparamos um conteúdo com receitas fáceis e saudáveis, além de dicas de substituição de alimentos e também para montar as lancheiras dos pequenos de forma equilibrada e muito mais! Clique aqui e confira.

 

1
0

Escrito por:
Ana Cintia Matos


Posts relacionados: